sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Abortando o Amor


Ao som de Todo o Sentimento - Chico Buarque


Quem fomos nós? Na dança da vida, o que foi nossa história?
Nos encontramos e nos perdemos. Corpo alma, coração. Minhas pernas, suas pernas, nossas noites.
Confusão exterior e o afago em no mundo secreto dentro de nós.
“Te amando devagar e urgentemente.”
Tamanha delicadeza nos afagos de olhos abertos ou fechados. Elixir do sonhar abrandando as surras da realidade.
Amor puro que acumulou poeira na sombra dos dias e se desfez, escorrendo entre os dedos, medos e sonhos não cumpridos.
Pretendo descobrir no ultimo momento...
Quem fomos nós, em todo sentimento.
Mas o último momento já foi.
Quem fomos nós?
Prometo partir a tempo de guardar todas as lembranças.
Parti, abortando um amor que podia ser até o último suspiro.
Nós nascemos e morremos com o cair do sol.
Te encontro com certeza, nesses reencontros de lembranças aqui no meu peito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário