sábado, 24 de novembro de 2012

Encontro de Corpos

Mãos que não combinam. Não aquecem ao se tocar.
Ao se olharem os olhos não passam a brilhar.
Os lábios que se encontram não hão de extasiar.
Prazer momentâneo apelidado de amor moderno.
Encuba a solidão por algumas horas.
Nadar de terno.
Prazer superficial, carnal. Pele e pele. Só pele.
Corpo e presença, não alma, de manhã não farão mais sentido.
Tudo volta ao normal.
Encontro de corpos, não de almas.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Por mais próximos que se encontrem, ainda não é perto o suficiente. As almas precisam se tocar.

    ResponderExcluir
  3. Hoje em dia as pessoas estão sempre tão focadas no superficial, no encontro apenas de corpo. Não consigo ser assim.

    Adorei teu texto, muito intenso e lindo. Assim como teu blog.
    Beijos, Letícia - @welovendless ♡
    http://wesoldiersoflove.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir