quarta-feira, 30 de setembro de 2015

nau.frágil

I.

Fiz um samba-canção para você
sair da melancolia dos meus dias
disseram-me que o amor
era naufrágio

e que na nossa relação
eu sou a ponta mais fraca
da  corda que nos une

desconhecem
que na vida todos somos
bailarinas na corda bamba

e se a nau é frágil
os dias, os corações
e até mesmo as orações
igualmente são.

II.

Emergir deve ser
sair do fundo do poço
e voar como um balão
sobre a cidade sitiada

ou tocar flauta
para camelos no saara
depois de tomar
suco de limão e hortelã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário