sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Por muito tempo
eu senti uma saudade doída.
Hoje a que me acomete
é toda colorida.

Bordada com afagos
feitos pela amanhã,
regada pelos "gastos"
de noites mal dormidas.

(silêncio)

Tua saudade é líquida, rapaz
escorrego pelo rosto,
mas é doce, traz paz.

Tua saudade é bem-vinda
o tempo longe é o gozo futuro
é o carinho de mãos cheias de vida.

(aqui deste lado eu guardo aprendizados para lhe mostrar como conchinhas.)

2 comentários: