domingo, 30 de outubro de 2016

Via Crúcis

você que cresceu no Botafogo
que viu as prostitutas
as travestis os traficantes
sua amiga engravidar
e aquele triste motorista
de ônibus sendo esfaqueado
no mesmo dia que sua prima
foi vista pela última vez
antes dela ser estuprada e morta
antes de você começar a roubar
balas brinquedos canetas
e a mentir compulsivamente
sobre carinho e a falta dele
sua mãe raspou seu cabelo
e deu para iemanjá
na escola não sabiam
se você era menino ou menina
você se lembra quando sua mãe
se vendeu para comprar -lhe
um computador?
ou quando você ficou doente
ninguém ligou
exceto sua amiga crente
que acreditava em bruxaria
ela segurou sua mão
quando você sangrou
tendo em troca abandono
quantos demônios
você já abraçou?
é difícil respirar
o ar sujo dos carros
mas ainda sim é
necessário viver
engolindo um dia
de cada vez.


este poema foi publicado na 7ª edição da Revista Raimundo.

2 comentários: