sábado, 5 de julho de 2014

Não-ser

Um pedido de socorro
pode ser de várias formas
mas a forma mais urgente
É quando desistimos da gente.
Do eu, tu, nós.

O sangue que corre na veia
só serve para incendiar as evidências
da dificuldade de manter a respiração
quando não há mais nenhuma emoção.

O pedido de socorro mais urgente
é quando ser gente não importa mais
E o silêncio satisfaz
E faz
alguma diferença.

(Poema escrito no dia 27 de Maio de 2014.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário